sexta-feira, 27 de julho de 2012

Como cabe tanto amor...

. . . Num grão de areia tão pequeno?

"Sempre faço mil coisas ao mesmo tempo
E até que é fácil acostumar-se com meu jeito
Agora que temos nossa casa
É a chave o que sempre esqueço."




Só pra deixar registrado, que os grãos de areia também amam!

terça-feira, 24 de julho de 2012

Sou pequenininho, do tamanho de um grão...


Desde aquela primeira postagem, mais de 6 meses atrás (Shame on me!), muitas mudanças para um pequeno grão de areia.
Mudanças que os ventos e as ondas fizeram, e olha o grão de areia mudando de lugar, conhecendo outros grãos de areia... e apesar das mudanças, falta alguma coisa... Faltam as mudanças que o próprio grão de areia pode fazer. Dizem que o primeiro passo é querer, e querer eu quero... Ora bolas, o segundo passo é agir? Bora lá!









Caminhando, caminhando... 




 Finalizo com um pensamento bem conhecido, mas que sempre ajuda a retomar o foco quando preciso:

"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim." Chico Xavier 


Espero que esse seja meu novo começo, não só aqui... Como nessa vida de um grão de areia que quer muito crescer!



quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

O Tempo... e o começo!


O tempo é uma coisa que me fascina.
Escrevi uma vez um texto sobre o tempo, pra tentar entender e explicar minha relação com ele...
Faz um ano que queria criar esse blog.
Um ano que eu queria um lugar na blogosfera pra poder expressar o monte de pensamentos malucos que sai do caldeirão fervilhante de ideias da cabeça desse pequeno grão de areia.
Mas parecia que ainda não era a hora...




Passou o tempo, e me pareceu que hoje era o dia.
Hoje está com cara de começo. Começo de uma nova fase, um novo módulo da minha vida.
Parece que eu cumpri uma etapa e se abriu um horizonte a minha frente.
Eu sei que todo dia é dia de começar. Mas hoje é 'começar' diferente. Eu quero ser diferente, quero fazer muitas coisas, quero novos objetivos, novas cores, novos caminhos. E quero agregar nessa nova fase tudo de especial que a etapa anterior me proporcionou (amigos, amores, experiências, valores, aprendizados...)

Então é isso. Passou tanto tempo. Mudou tudo e não mudou nada.
Tempo, seu danado, você e seu jeito brincalhão de mudar e de conservar as coisa.


Estou olhando pra frente e abro um sorriso: tem um caminho longo, eu nem consigo ver o fim.
Eu só sei que eu quero ir...
Já Fui!